16 de outubro de 2013

E no fim: todos morrem!

Por: Leandro Giometti

divulgacao

Quem conta spoiler merece um dos círculos do inferno, certo? Também acho. Mas, há uma regra no cinema que diz que, passou de cinco anos já não é mais spoiler, você é que é mole e, se não viu o filme, azar o seu.

Não sei se concordo, porque, afinal, há muita coisa no mundo para se assistir. Por isso, pelo certo ou pelo incerto sempre acho melhor me afastar de spoilers.

Mas como alguns são muito legais e, bom… como o blog tem uma categoria “spoiler” quero começar a utilizá-la, mesmo que algumas pessoas fiquem irritadas. Assim, prometo que farei com parcimônia e bom humor, sem que a sua vida acabe caso saiba de um finalzinho aqui e outro acolá.

A primeira ideia é um “presente” a vocês com uma lista de 10 filmes legais em que todo mundo morre no final. Não gratuitamente, diga-se de passagem, uma vez que, qualquer coisa que acontecesse não fosse a tragédia, certamente seria uma tragédia ainda maior, mas para o final do filme.

10- Butch Cassidy and The Sundance Kid (1969)

Para não estragar tanto assim, não vou contar como morrem, ok? Acontece que é um dos finais mais icônicos do cinema. Não fosse isso, os amigos teriam largado a vida do crime e ido para algum paraíso tropical para viver como atendentes de um hotel.

9- A Perseguição (The Grey – 2011)

Depois de um grupo sobreviver ao acidente aéreo no Alaska, a fome, o frio e a matilha de lobos que os persegue… o fim está próximo. É uma espécie de “O Predador”, porém com elementos reais. Ótimo filme. Ótimo final. E teria que ser assim ou Ottley, o chefe da expedição – que tem um história triste com a ex-esposa – voltaria para casa como herói, com um colar de dentes de lobo e esperando que ela estive de braços abertos. Melhor não.

8- Sunshine – Alerta Solar (2007)

O Sol está morrendo e uma equipe vai até lá para tentar reativá-lo. Ou seja: uma missão mais suicida impossível. Não fosse o final premeditado, a tripulação da Icarus voltaria à Terra como heróis, coroados em uma cerimônia emocionante, porém com o vilão Pinckbar preso, gritando para o libertarem. Credo!

7- A Noite dos Mortos Vivos (The Night Of Living Dead – 1968)

George Romero pensou tudo direitinho: os mortos-vivos apareceriam do nada, tentando comer todos pela frente, mas, os humanos que viriam para salvar os que não viraram zumbis, não saberiam distinguir vivo de morto e pimba… Ninguém vive. Se tivessem sobrevivido dariam uma entrevista para TV local e contariam o drama de terem sido quase devorados por gente que já morreu.

6- Mar em Fúria (The Perfect Storm – 2000)

Histórias reais não computam como spoiler. Ou computam? Nessa história, uns pescadores vão para o alto mar exercer a profissão. Se deparam, porém, com uma baita de uma tempestade absurda, com ondas absurdas e uma quantidade de água absurda. Suponhamos que fossem resgatados no mesmo momento em que foram lançados ao mar, teríamos como final o regresso deles ao vilarejo, sem peixes, mas vivos e sem poder ver água por uns trocentos anos.

5- A Bruxa de Blair (The Blair Witch Project – 1999)

Adolescentes vão se embrenhar no meio de uma floresta para apurar a lenda da Bruxa de Blair. Estranhos acontecimentos seguem durante a noite e, no fim, a maldição os pega de jeito. Não fosse assim, Heather teria se tornado uma famosa diretora de cinema, com quem ninguém gostaria de trabalhar.

4- O Segredo da Cabana (The Cabin in The Woods – 2011)

Grupo de adolescentes vão para passar o final de semana em uma cabana na floresta. O que não sabem é que são monitorados e fazem parte de um reality show que vai forçar a morte de todos eles. Esse programa, no entanto, funciona como uma oferenda a um grande deus que, caso não receba as almas, acaba com o mundo. Ou seja: aqui não há possibilidade de sobrar ninguém mesmo.

3- Cloverfield (2008)

Um monstro gigante aporta em NY e sai destruindo tudo. Um jovem vai em busca de sua ex-namorada que, teoricamente, estaria no apartamento dela. Se não morressem, aqui é mais um caso de cineasta que ficaria famoso com um documentário incrível, provavelmente ganhando até o Oscar. Os demais, que tiveram contato com o monstro, serviriam como estudo pelas forças armadas.

2- REC (2007)

Outro documentário, que mostra que fazer documentário é uma zica tremenda. Na verdade é uma reportagem de TV em tom documental. Acompanhando os bombeiros por uma noite, a equipe do canal acaba ficando presa em um prédio que tem um probleminha estranho: zumbis raivosos. Começa a perseguição e todo mundo vai se ferrando um a um. No fim, a repórter Angela acha os motivos daquilo estar acontecendo, maaaas… a um preço alto. Se tivesse sobrevivido, Angela seria a maior repórter da história do mundo, recebendo o prêmio Pulitzer, obviamente em um manicômio.

1- Procura-se um Amigo para o Fim do Mundo (Seeking a Friend for the End of the World – 2012)

A humanidade pronta para ser dizimada por um meteoro que está em curso de colisão com a Terra. Um cara, agora sem esposa, vai em buscar da amiga dos tempos de colégio. O mundo acaba e ambos ficam juntinhos, já se apaixonando. Não tivesse acabado eles teriam se casado e vivido feliz para sempre… ou até o momento do divórcio.